Estar em paz, talvez seja uma das questões mais difíceis do nosso dia a dia. Talvez isto dependa do perdão de alguém que ferimos, ou perdoar outro alguém que nos feriu. Talvez trabalhar em algo que traga realizações. Talvez fazer um projeto com um proposito maior, ou simplesmente conseguir se desconectar com tantas cobranças externas e se sentir pleno.

A maioria dos animais, racionais ou não, precisam de um ninho para retornar. Ter como referência a certeza de um lugar para voltar, é uma sensação de segurança necessária. Saber que há um “ninho” para se proteger do resto do mundo, faz parte no nosso instinto de preservação.

Você já parou para avaliar como anda o seu “ninho”? Será que você está cuidando dele como deveria? Fazer as pazes com sua casa, também deve fazer parte da sua rotina. Aquela parede suja deve ser limpa, ou pintada, aquele móvel que te traz tantas recordações boas, pode ser restaurado, a ordem deve ser mantida e a decoração, deve acompanhar seu atual momento de vida, pois se você evolui e muda, sua casa deve acompanhar esta evolução.

Se você nunca parou para pensar nisto, comece a cuidar da casa, ela é como nosso cabelo, precisa de limpeza, cuidados e atualização. Fazer as pazes com seu “ninho” lhe trará uma maravilhosa sensação de bem-estar.